Coincidências existem, mas…

Não posso falar todos os detalhes da história que vou contar, porque ela é real e envolve pessoas. Mas passados dez anos e olhando para um monte de outras coisas que, agora, acontecem ao meu redor com outras pessoas, acho pertinente mostrar que coincidências existem. A vida as criam para que as coisas aconteçam como deveriam acontecer… e só a vida vai mostrar os seus porquês.

Eu tive uma estagiária pouco mais velha que começou a me mandar emoticons eróticos pelo antigo MSN. No início tratei aquilo como uma grande brincadeira, até que dias depois comecei a cobrá-la de algumas tarefas importantes que estavam sendo descumpridas e tudo começou a se esclarecer. Certa vez, enquanto visitava um cliente, liguei para o celular dela e perguntei sobre determinada tarefa que não vinha sendo cumprida há semanas. Ordenei:

– Fulana, vai agora lá no Fórum e busca estes documentos, pois estou aqui com o cliente e ele precisa disso imediatamente – falei de forma taxativa, mas sem qualquer alteração.

– Tu não grita comigo assim, não adianta… nada vai mudar.

– O que tá acontecendo?! Tá falando com quem Fulana?!

– Não adianta, não grita comigo, para de me ofender… – ela respondia do outro lado, aos gritos, parecendo fingir estar chorando.

Totalmente surpreso desliguei o telefone. Fiquei ali tentando entender o que estava acontecendo. Liguei para o meu sócio, sem conseguir falar com ele.

Como sempre, no outro dia fui o primeiro a chegar no escritório. Ouvi chegar a secretária e fui falar com ela. Ela me disse o que a Fulana havia narrado sobre a história. Me aconselhou a não falar com a estagiária. Voltei pra minha sala e ouvi, pouco depois, chegar ao escritório a Fulana. Ela e a secretária conversavam e resolvi tentar escutar o que falavam. Fingi ir até a prateleira do corredor buscar um livro que peguei sem olhar, pois meu único foco era a conversa. Elas falavam sobre mim.

Quando meu colega chegou (até então eu o tinha como amigo) disse a ele que precisávamos dispensar imediatamente a Fulana, pois ela não era normal. Sabíamos que ela era impedida de ver o filho por ordem judicial e, agora, eu começava a entender as razões que poderiam ter levado o seu ex-marido a buscar tal medida.

– Nada disso, – disse meu colega – já sei de tudo que está acontecendo.

– Como assim?! – perguntei, tentando entender.

– A Fulana me disse que tu está pressionando para sair com ela há algum tempo e agora, como ela disse que não quer, tu iria demiti-la.

– E tu acredita nessa merda? – Perguntei sem acreditar.

– Claro. Olha o livro que tu tá lendo!

Olhei para aquele livro que peguei na prateleira enquanto tentei ouvir a conversa: “Assédio Sexual e Assédio Moral”.

Era difícil acreditar que tanta coisa acontecia ao mesmo tempo: uma louca fingindo que eu dava em cima dela, meu amigo e sócio desconfiado de mim, minha secretária idem e agora o livro na minha mesa. Narrei para o meu sócio o que tinha acontecido e, mais incrédulo, percebi que ele não acreditava em mim. Sabia que ele tinha seus motivos e isso não vem ao caso agora. Rompemos a sociedade e minha vida mudou bastante.

Resolvi contar essa história porque percebo as coincidências novamente ao meu redor envolvendo outras pessoas, que insistem em dizer que não acreditam em coincidências.

Acredite, elas existem. Talvez não sejam coincidências tão aleatórias assim… a maldade inteligente sempre usa as tuas fragilidades para te atingir. Mas a vida cria sim situações em que parece que somos o que não somos, que fizemos o que não fizemos.

É nessas horas que descobrimos quem é nosso amigo de verdade, em quem podemos confiar. Coincidências existem, mas elas têm propósito.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s