Dilema Existencial

A humanidade mescla essa coisa de escola, hospital, parque de diversões e inferno. Todos nós trazemos um pouco disso no nosso âmago. Temos uma diversidade de perfis quase infindável, que produz gente com atitudes divinas e infernais. Na maioria das vezes o ser humano médio carrega ambos perfis.

Darwin disse que estamos fadados à evolução. Dizem alguns que a referência dele é quanto à evolução biológica mas creio que ele falava existencialmente, inclusive do ponto de vista biológico. O Evolucionismo é fato, é lei natural. Quem duvida que a humanidade é melhor hoje do que era há 10.000 anos?!

Sei que muitos duvidam.

O motivo disso é porque alguns fazem a avaliação da evolução humana do ponto de vista meramente comportamental, sem olhar a tecnologia, a construção social. Pensam assim: há mil anos o ser humano matava por dinheiro e ainda mata. Ou: há cinco mil anos tínhamos guerras e ainda as temos.

Sob esse ponto de vista, estão certos. Por isso que somos uma mistura de escola, hospital, parque de diversões e inferno.

A humanidade é composta de gente de todos os níveis morais e intelectuais. É justamente essa mistura que nos causa tamanhos conflitos.

Imagine você que todos nós fôssemos sanguinários e matássemos uns aos outros para conseguir comer, por exemplo. Não nos causaria sofrimento matar o vizinho para roubar-lhe a comida. Acontece que é justamente a diferença de valores que dá à humanidade a condição de escola, hospital, parque de diversões e inferno. Quando nossos valores forem mais uniformes seremos outra humanidade.

Enquanto isso, os mais evoluídos (digamos assim) sofrem com seus dilemas. Os mais animalescos não têm dilemas; fazem o que lhes dá vontade. Já os mais evoluídos precisam encontrar um equilíbrio entre o que desejam e o que precisam fazer para se proteger dos mais animalescos.

Imagina um antiarmamentista. Ele vive num mundo de gente violenta e armada. Então ele prega o fim das armas esperando que isso diminua a violência, mas não diminui.

Imagina o vegetariano. Ele defende que os animais sofrem ao serem abatidos e que não precisamos mais matar para sobreviver à fome. Mas tem gente, em recantos múltiplos, que ainda não tem o que comer regularmente.

O dilema existencial decorre da diferença de valores no âmago da humanidade. Quanto mais gente houver na Terra, mais diferenças haverão. E sempre haverá o mais bruto, mais violento, em confronto com o mais brando e pacífico. Entre eles estão os humanos que transitam entre o céu e o inferno, levando conhecimento, força e beleza onde isso não existe.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s