Ah, essas mulheres…

Essas que acordam cedo pensando na agenda, no almoço, na reunião da escola do filho, no mercado, nas unhas, na consulta dentária.

Essas que elaboram teses de pós-graduação depois de estender a roupa, que leem o livro infantil e o romance antes de dormir, que ouvem e tocam a música da Galinha Pintadinha.

As guerreiras que enfrentam a agressão, a desconfiança, o abuso. As maternais. As providenciais. As médicas, as domésticas, as policiais.

Todas essas que abriram seu espaço e o espaço das demais. Que superaram a si e se fizeram iguais. Que fizeram melhor o futuro sem deixar de olhar pra trás.

As, essas mulheres…

Elas merecem o mundo e muito mais.

Anúncios