Planejamento Previdenciário Pessoal

Todos nós um dia nos aposentaremos. Alguns, infelizmente, passarão por isso antes do tempo desejado. A todos os trabalhadores que se empenham ao longo da vida para desenvolver a sua atividade laboral cabe o direito de se aposentar após determinado período de contribuições ou de ser pensionado em caso de incapacidade. A seguridade social é um dos elementos de maior relevância da atuação estatal, estando garantida constitucionalmente a todos os brasileiros e estrangeiros que trabalham no Brasil.

Agora me responda uma coisa: por que ainda nos preocupamos com nossa aposentadoria apenas quando vai chegando a época de requerê-la? Não estou falando quanto ao pagamento das contribuições, mas quanto ao conjunto de informações que servirão para a concessão do benefício?

No Brasil, o INSS possui o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais – para acessá-lo clique aqui). Nele estão inseridas todas as informações laborais e contributárias do segurado da Previdência Social. É uma espécia de Carteira de Trabalho digitalizada. É com base neste banco de informações que os benefícios do segurado/trabalhador serão analisados.

É por esta razão que se faz tão importante o Planejamento Previdenciário Pessoal. Recomenda-se que a cada cinco anos, no máximo, o segurado solicite no INSS uma cópia do seu CNIS e consulte um advogado previdenciarista para verificar se as anotações que constam estão adequadas. Caso não estejam – o que é absolutamente comum – deve-se buscar o mais rápido possível a correção.

Pense comigo: daqui a 30 anos você resolve pedir o benefício da Aposentadoria por Tempo de Contribuição. Lá chegando no INSS você percebe que vários salários do seu segundo emprego, há 28 anos atrás, estão errados. A empresa nem existe mais. Você deverá apresentar uma CTPS que for extraviada pelo seu quinto empregador. Entendeu?!

Se o trabalhador mantém atualizados e corretos os seus dados previdenciários junto ao CNIS, sempre que precisar de algum dos benefícios da Previdência Social com certeza verá a sua concessão ser mais rápida e correta.

Não deixa de acompanhar regularmente o seu CNIS e consulte um advogado previdenciarista sempre que tiver dúvidas ou pretender corrigir equívocos ali verificados.

A sua solicitação do CNIS pode ser feita em qualquer agência do INSS no país, sem necessidade de prévio agendamento.

Anúncios